Empresa quer triplicar de tamanho até 2020 e tem 1.100 vagas abertas

escritc3b3rio-do-picpay-em-sp.-crc3a9dito-para-rogc3a9rio-cassimiro-5-e1564665173675
Frutas à vontade, redes de descanso, vale cultura: confira as oportunidades para trabalhar nos escritórios de São Paulo do PicPay

O PicPay, fintech do aplicativo de pagamentos com mais de 10 milhões de usuários, planejar triplicar seu tamanho até julho de 2020.

A empresa, que propõe uma plataforma única de pagamento de contas e transferência de dinheiro, expandiu sua operação em Vitória, no Espírito Santo, e inaugurou um novo escritório em São Paulo.

Em doze meses, o plano é passar dos atuais 500 funcionários para 1.600. No site do Kenoby, candidatos podem se inscrever nas novas vagas, que serão adicionadas continuamente até o final do ano. A previsão é que 250 profissionais sejam contratados até dezembro em São Paulo e 300 em Vitória.

Embora a empresa procure pessoas para diversas áreas, como relacionamento, compliance, recursos humanos, negócios e controladoria, o principal foco das contratações está na área de tecnologia. Apenas para cargos de desenvolvedores, são 120 vagas abertas.

Segundo Dárcio Stehling, diretor de Pessoas e Cultura do PicPay, encontrar profissionais de tecnologia é o maior desafio da empresa, pela escassez de pessoas qualificadas e a grande concorrência no mercado.

Cada vaga tem suas exigência técnicas, não necessariamente atreladas a uma graduação e a seleção vai procurar por pessoas com alta capacidade, comprometimento, vontade de aprender sempre e proatividade. Para trabalhar na fintech, é preciso conseguir trabalhar com autonomia e em times multidisciplinares.

Além do pacote de benefícios, com vale refeição, vale transporte e assistência médica, os funcionários recebem um vale cultura e têm um programa de assistência jurídica, financeira e psicológica. 

Veja mais notícias sobre Emprego.

Veja também: