'Poderia ter sido fatal', diz prefeito de Osasco que sobreviveu com a mulher à explosão em fogueira de festa junina

prefeito-de-osasco-01072019092112277
Prefeito disse que as filhas queriam acender a fogueira com ele. (Foto: Divulgação)

'Poderia ter sido fatal", disse neste domingo (30) o prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos), que sobreviveu, juntamente com a mulher, a primeira-dama, Aline Lins, à explosão de uma fogueira durante festa junina, na última sexta-feira (28).

"Foi uma fração de segundos, uma forte explosão", disse Rogério numa declaração filmada pela assessoria de imprensa da Prefeitura de Osasco. O casal está internado em estado estável no Hospital Municipal Antônio Giglio. O prefeito e a primeira-dama tiveram queimaduras graves de 1º e 2º graus em 14% do rosto e braços.

O prefeito afirmou ainda no caminho para a festa junina as filhas pediram para acender com ele a fogueira. Rogério falou que perdeu os sentidos com a explosão e só acordou na ambulância. 

Apesar de não ter previsão de alta médica ainda para o casal, Rogério não vai se afastar do cargo. Ele continua como prefeito mesmo enquanto se recupera no hospital de Osasco. Nesses primeiros dias, ele vai fazer contato com secretários e funcionários apenas por telefone ou internet. A orientação médica é que ele evite receber muitas pessoas no quarto para evitar possíveis infecções.

"Tenho certeza que vamos ser rapidamente restabelecidos e vamos poder voltar a trabalhar por nossa cidade", afirmou Rogério.

Veja mais notícias sobre Osasco.

Veja também: