Programa ID Jovem 2.0 pretende atender 15 mil pessoas

ID-Jovem-
A proposta é oferecer meia-entrada em eventos artístico-culturais (teatro e cinema), esportivo, além de duas vagas gratuitas por viagem (ou duas com 50% de desconto) em ônibus interestaduais

O programa Identidade Jovem, ou ID Jovem 2.0, em Itapevi, pode atender 15.220 pessoas de 15 a 29 anos, na cidade. A proposta é oferecer meia-entrada em eventos artístico-culturais (teatro e cinema), esportivo, além de duas vagas gratuitas por viagem (ou duas com 50% de desconto) em ônibus interestaduais.

Para fazer parte do programa é necessária uma renda familiar de até dois salários mínimos e inscrito no Cadastro Único (CadÚnico). As informações devem estar atualizadas há pelo menos dois anos. A emissão do documento é gratuita e pode ser feita por esse link (https://idjovem.juventude.gov.br/emitir-id-jovem) ou pelo aplicativo ID Jovem 2.0. O cartão que é virtual tem validade de 180 dias (6 meses).

Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, 15.220 jovens – de 15 a 29 anos – podem participar do programa Identidade Jovem por estarem inscritos no CadÚnico. Cerca de 3 mil jovens precisam realizar a inscrição para ter direito ao benefício.

Dúvidas sobre o programa

Para emitir o ID Jovem 2.0 é preciso ter obrigatoriamente o NIS. Caso não tenha e se enquadre para as regras de inscrição no CadÚnico, deve procurar um dos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou a Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Rua Escolástica Chaluppe, 154 – Centro), que funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h. Você pode entrar em contato pelo telefone 4143-9700 ou enviar um e-mail para .

Caso não seja inscrito no CadÚnico, os documentos necessários para inscrição são (para maiores de 18 anos): RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e carteira de trabalho (se registrada com holerite recente, se aposentado ou pensionista, extrato de rendimentos). Para menores de 18 anos, os documentos necessários são: declaração escolar (até 17 anos), RG e CPF; certidão de nascimento ou RG e cartão de vacina (crianças até 7 anos).

O cartão virtual do Identidade Jovem tem validade de 180 dias após a sua emissão. Expirada sua validade, será necessário emitir novo cartão, quando serão verificados novamente os requisitos para ser beneficiário do programa. As empresas de transporte interestaduais não são obrigadas a conceder o benefício na compra de passagens pela internet, mas devem concedê-lo quando as compras são feitas no guichê.

Caso o benefício seja recusado pela empresa, o jovem poderá solicitar justificativa formal da recusa por escrito, que deve constar a data, hora, local e motivo da recusa. Em seguida, poderá realizar uma denúncia na ouvidoria da ANTT, pelo site da agência, ou pelo Disque 166.

Como funciona o programa

Com o NIS, o jovem poderá acessar o site do programa Identidade Jovem por este link. Lá, ele poderá imprimir seu cartão Identidade Jovem ao fornecer informações pessoais.

Aplicativo para smartphone

O jovem pode fazer o download do aplicativo do programa ("ID Jovem 2.0"), que está disponível nas lojas virtuais de forma gratuita (Apple Store, Google Play Store e Windows Phone). Basta inserir o NIS, informar o seu nome, data de nascimento, nome da mãe e gerar a sua Identidade Jovem.

Relação de CRAS

CRAS Vila Aurora – (Rua Américo Valentin Cristianini, 420)
CRAS Amador Bueno (Rua Áurea Camargo Ribeiro, 422)
CRAS Jardim Maristela (Avenida Pedro Paulino, 422 – Cohab 1)

CRAS Cardoso (Rua Rosângela Mariana Limas, 266 – Vila Aurora) 

Veja mais notícias sobre EducaçãoItapevi.

Veja também: