Em um mês, oito aves sofreram acidentes devido ao uso de cerol na região

gaviao-recebido-com-asa-ferida-por-linha-com-cerol
Dentre elas, metade morreu e as demais segue internadas para recuperação dos ferimentos

Em um período de pouco mais de um mês, o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Barueri (Cetas) recebeu oito aves que foram atingidas por linhas com cerol.

Os acidentes ocorreram nos municípios de Barueri, Carapicuíba, Cotia e Itapevi. Dentre elas, metade morreu e as demais seguem internadas para recuperação dos ferimentos.

O Cetas faz um alerta: quem encontrar uma ave atingida por linha contendo cerol deve comunicar a Polícia Militar Ambiental ou a Guarda de Barueri para realização do resgate. A orientação é não tentar socorrer o animal, por ser necessário ter um conhecimento técnico e específico para esse tipo de situação. 

Em Barueri, o uso de cerol (ou a linha chilena) é proibido pela lei 1.384, de 3 de outubro de 2003, lei 2.054, de 4 de abril de 2011, e pelo decreto 7.890, de 28 de maio de 2014. Além disso, uma resolução da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente proíbe empinar "pipas" ou "papagaios" nos parques municipais Dom José e Ecológico, também para evitar ferimento nas aves. 

Veja mais notícias sobre ItapeviCotiaCarapicuíbaBarueriCidade.

Veja também: